Atividade gratuita será realizada de ’26 de outubro à 17 de novembro’ no Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado

Para reforçar a importância da literatura afro, desenvolvendo o potencial criativo e ampliando o pensamento crítico das pessoas, será realizada a ‘Oficina: ‘Ritmo Corpo e Palavra’, de 26 de outubro à 17 de novembro, durante o mês da Consciência Negra, no Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado (Rua Min. Hermenegildo de Barros, Itapoã, 184). A atividade será ministrada por Babilak Bah, artista do ruído, poeta e arte-educador, que também tem um vasto trabalho na música.

A ‘Oficina: Ritmo Corpo e Palavra’ contempla a pesquisa, a promoção do potencial de criação da voz poética, do canto e de reflexões em torno da literatura produzida por autores e autoras negras. A atividade traz a chance de o público conhecer também, textos importantes da literatura brasileira , produzidos tanto pelo cânone, como pela poesia da diáspora negra.

De acordo com Babilak Bah, a oficina é uma oportunidade para o fomento à criatividade. “Trata-se de um espaço de experimentação de linguagem que se propõe a realizar um atravessamento de sentidos utilizando de três fenômenos: o campo da palavra, as tecnologias corporais e a potência dos ritmos”, diz.

Segundo Babilak Bah, a oficina destina-se a estudantes das artes, jovens artistas e pessoas que querem ampliar o seu potencial criativo. “A oficina destina-se a pessoas que estejam abertas a desenvolver, experimentar, descobrir, vivenciar o seu poder criativo em grupo rumo a criação individual/coletiva. A proposta abre as fronteiras à novos sentidos e problematiza questões identitárias. Também tenciona o campo da linguagem numa fronteira entre o social e o político”.

Além disso, ele lembra que a oficina tem como foco também, trazer o debate através de textos de nomes conhecidos da literatura negra. “Vamos também discutir textos que apresentam a situação da população negra em seus territórios de vivência e conflitos na sociedade brasileira com textos que vão de Carolina Maria de Jesus ao Racionais Mc e outros nomes de destaque”, completa.

Pontos da oficina

Na oficina serão abordados outros vários aspectos conforme também menciona Babilak Bah. “Trabalharemos dinâmicas envolvendo ritmo, corpo e palavra, noção de interface, jogos rítmicos: o ritmo como objeto de linguagem, utilização do corpo como parte da obra, jogos textuais: a palavra enquanto elemento de expressão crítica, a palavra enquanto potência para a criação artística. Além disso, a construção de materiais textuais e corporais; elaboração de manifestações artísticas envolvendo a palavra, ritmo e corpo. O compartilhamento – redes de interação, viabilização de intercâmbio entre artistas, críticos, pesquisadores, estudantes e comunidade em geral e reflexões sobre as múltiplas possibilidades do alargamento das referências envolvendo palavra, som e corpo”, conclui Babilak Bah. A ‘Oficina: Ritmo, Corpo e Palavra’ é realizada com os recursos da Lei Municipal de incentivo à Cultura, através do edital Descentra 2018, da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH).

Consciência Negra

O dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro em todo o país, mas tradicionalmente no Brasil, a data é lembrada durante todo o mês de novembro por várias entidades. A data homenageia Zumbi, um africano que nasceu livre, mas foi escravizado aos seis anos de idade, serve também para propor uma reflexão acerca da intolerância racial e religiosa contra cidadãos negros.

Babilak Bah

Babilak Bah é paraibano e há décadas reside em Belo Horizonte/MG. É um artista do ruído, poeta e arte-educador. Além disso, é autor dos álbuns Enxadário: Orquestra de Enxadas (2006) e Biografia de Homens Inquietos (2011), tendo lançado também o DVD Afroprogressivo. Publicou os livros de poemas Voomiragem (2003) e Corpoletrado (2009). É diretor musical do grupo Trem Tan Tan. Atualmente está na produção do livro: Uma clínica de instantes inusitados e está com a exposição: Enxadigma, que trabalha com a enxada, signos de linguagens, e denúncia social.

Serviço

Mês da Consciência Negra: ‘Oficina – Ritmo, Corpo e Palavra’ – #oficinaritmocorpoepalavra

Local: Centro de Referência da Cultura Popular e Tradicional Lagoa do Nado – Rua: Min. Hermenegildo de Barros, Itapoã, 184 Data: De 26 de outubro a 17 de novembro

Horário: aos sábados e domingos de 15h às 17h

Entrada: gratuita

Contato para inscrição: (31) 3277-7429 – (31) 99913-9650


Leave a Reply

Your email address will not be published.

comentários